Coluna 4.0 no Campo – Perspectivas (e oportunidades) agrícolas na China até 2029, com José Mário Antunes

1

29/05

A China realizou a sétima edição de sua conferência sobre as perspectivas agrícolas para o país, projetando suas necessidades para os próximos dez anos. O encontro, transmitido ao vivo devido à pandemia de coronavírus, produziu o relatório China Agricultural Outlook 2020-2029, que mantém o país asiático como o maior importador de alimentos do mundo ao longo da próxima década.

Conversei com José Mário Antunes, diretor da Agência InvestSP na China. A InvestSP é a única representação de um Estado brasileiro na China, que é o nosso principal comprador do agronegócio brasileiro. Somente em 2020, a China já comprou quase 40% de tudo que exportamos no agro. Em 2000, havia comprado 2,7%.

Segundo a revista Dinheiro Rural, “para alimentar sua população de 1,39 bilhão de habitantes, a China será por muito tempo dependente e talvez nunca venha a ser autossuficiente em alimentos básicos. O país possui cerca de 120,2 milhões de terras agricultáveis, divididas em aproximadamente 200 milhões de propriedades. Há grandes fazendas produzindo grãos e carnes com alta tecnologia, mas a maior parte delas, cerca de 90%, possuem, em média, um hectare de cultivo”.

Anderson Galvão, da consultoria Céleres, disse recentemente: “A China não quer apenas a produção, ela trabalha para estar na cadeia de suprimentos e isso muda a perspectiva no médio e longo prazo.” Não por acaso, os chineses compraram empresas de ponta em seus setores de atuação, como a de agroquímicos Syngenta e a de sementes Nidera.

Confira abaixo a coluna de hoje (28):


28/05

A coluna 4.0 no Campo teve a participação de Felipe Z, titular da coluna Copy From China no portal UOL. Ele nos relatou sobre o crescimento do e-commerce na China, a forte urbanização ocorrida nas últimas duas décadas e ainda contou um pouco da Agtech chinesa XAG, que já vale US$ 4,2 bilhões.

Segundo o Felipe em sua coluna no UOL, “a entrada nas vendas online acompanha uma série de transformações tecnológicas que tem impactado a vida no campo chinês, que registra o maior êxodo rural da história. Estima-se que só nas últimas três décadas, 400 milhões de pessoas tenham deixado o campo para viver nas novas grandes cidades, como Shenzhen.”

Compreender a evolução do varejo chinês é uma necessidade para executivos de mercados emergentes como o Brasil. Em que pesem as diferenças culturais, vale a pena se debruçar sobre as lições e a forma pela qual os chineses adotam tecnologias que facilitam a vida dos clientes e incrementam a qualidade da experiência. O “novo varejo” não é apenas uma expressão. É uma maneira de pensar e de fazer o negócio para adicionar valor ao cliente e aos acionistas, nos conta o portal Consumidor Moderno.

Confira abaixo a coluna de hoje (28):

 


27/05

A disputa comercial entre a China e os EUA já está beneficiando o agronegócio brasileiro, acredita o economista José Roberto Mendonça de Barros.

Diz ainda: “a importância do suprimento não americano vai se consolidar cada vez mais no mercado chinês, e não falamos apenas de soja, mas de carnes e outros produtos também”. “Sem a China, o agronegócio brasileiro seria importante, mas não seria tão grande como é”.

Conversamos sobre esses e outros temas sobre a relação entre o agronegócio brasileiro e a China. Falamos sobre o desafio de levar a marca do agronegócio para as gôndolas chinesas, o interesse dos consumidores no mundo querem saber as origens do que estão comprando, rastreabilidade e a oportunidade do Brasil pra vender o “Boi Verde”, que ninguém no mundo consegue com a nossa competitividade e volume.

Confira abaixo a coluna de hoje (27):


26/05

Os consumidores chineses fizeram a opção clara de comprar online no auge da crise do Coronavirus na China (janeiro e fevereiro), segundo a Dra Renata Thiébaut.

O Hema é o supermercado futurista do gigante ALIBABA (avaliado em mais de US$ 500 bilhões). É mais ou menos um protótipo de como a Alibaba prevê o varejo no futuro. Como exemplo, a Dra Renata nos contou que a venda de carne cresceu 284% (ONLINE) entre janeiro/20 e fevereiro/20 comparado com dezembro/19. Os consumidores optaram por comprar online, principalmente os alimentos.

Em 2019, as vendas de varejo online da China atingiu US$ 1.552 bilhão, um aumento de 16,5% em relação ao ano anterior. Entre eles, as vendas online de bens físicos aumentaram 19,5%, representando 20,7% do total das vendas de bens sociais de consumo; os aumentos em as vendas de varejo de bens físicos, alimentos, roupas e outros bens de consumo online foram de 30,9%, 15,4% e 19,8%, respectivamente.

Confira abaixo a coluna de hoje (26):

 


22/05

No episódio de hoje, o tema é: “Café Fazenda Venturim”, com Lucas Venturim, produtor rural.

Da quinta geração da família Sr Amadeo Venturim, Lucas, produtor rural em São Domingos do Norte (ES) e idealizador ao lado do seu pai e seis irmãos da marca Café Fazenda Venturim. E o mais interessante: entraram no mercado de cafés especiais com o café conilon (robusta). Tradicionalmente, o mercado de cafés especiais é com café arábica.

Lucas falou sobre canais de comercialização (varejo, ecommerce, cafeterias, internacional, etc), microfones, empreendedorismo e legado.

Confira abaixo a coluna de hoje (22):

 


21/05

No episódio de hoje, o tema é: “Cacau, indicação geográfica e o mercado de chocolates”, com Maurinho Rossoni, engenheiro agrônomo.

Maurinho é engenheiro agrônomo formado pela UFV, já atuou como secretário de agricultura de Linhares (ES) e foi diretor técnico do INCAPER. Atuou como presidente da ACAU até o final de abril. Produtor rural, especialista no agronegócio cacau.

A conversa foi sobre o mercado de chocolate gourmet, terroir, indicação geográfica e denominação de origem.

Confira abaixo a coluna de hoje (21):

 


20/05

No episódio de hoje, o tema é: “Empreendedorismo e rastreabilidade fortalecem a fruticultura. O exemplo dos exportadores de mamão”, com Rodrigo Martins, produtor e exportador de mamão.

Rodrigo Martins é produtor, exportador de mamão papaya e proprietário da empresa UGBP. Também é diretor da Associação Brasileira dos Produtores e Exportadores de Papaya (BRAPEX).

A conversa foi sobre empreendedorismo, marketing, rastreabilidade, uso de produtos biológicos e também sobre os impactos da crise no setor, sobretudo pela dificuldade de aviões na rota Brasil – Europa e Brasil – EUA. Apenas 2% do nosso mamão é exportado, mas é fundamental nas receitas das empresas e dos produtores.

Confira abaixo a coluna de hoje (20):


19/05

No episódio de hoje, o tema é: “Como ficará a extensão rural no Brasil?”, com Zander Navarro, pesquisador da Embrapa.

Zander fala sobre as mudanças que teremos na extensão rural (pública) e na assistência técnica na vida dos produtores. Ele também responde como as Agtechs irão impactar os produtores rurais.

Confira abaixo a coluna de hoje (19):

 


18/05

No episódio de hoje, o tema é: “Já pensou em se conectar com a BRF?”, com Beatriz Benedetti, gerente executiva de inovação da BRF.

A BRF é a maior exportadora global de frango do mundo, possui marcas icônicas como Sadia, Perdigão e Qualy.

Você sabia que a BRF criou um HUB de inovação? É uma plataforma de inovação aberta. E você pode se conectar. Você que tem uma startup (procurando testar e acelerar a sua tecnologia), uma pesquisa acadêmica (aplicada à indústria de alimentos) ou mesmo proprietário de uma empresa (desejando escala o seu negócio) pode se associar a BRF.

A BRF acredita no relacionamento próximo entre empresas (maduras ou startups) e pesquisadores. O BRFHUB nasceu e existe para unir novos agentes inovadores com o mesmo propósito.

Confira abaixo a coluna de hoje (18):

 


15/05

No episódio de hoje, o tema é: “Novos canais de venda, carne gourmet e private label”, com Marcos Coutinho.

Marcos Coutinho é da 2ª geração controladora da FRISA, um dos maiores frigoríficos do Brasil, com mais de 3000 funcionários e exportação para 60 países. A Frisa possui 3 unidades de abate e desossa: Colatina (ES), Nanuque (MG) e Teixeira de Freitas (BA).

A conversa foi sobre canais de venda. Os gigantes também estão buscando diversificar os canais de venda, sobre o mercado de carnes gourmet e private label (marca própria). Marcos acredita no crescimento da venda online. A FRISA fez uma parceria com a startup de entregas e vendas SHIPP.

Confira abaixo a coluna de hoje (15):

 


13/05

No episódio de hoje, o tema é: “O mercado de cafés especiais“, com Marcus Magalhães.

Marcus Magalhães é um dos maiores especialistas em cafés de qualidade do Brasil. Marcus é um comunicador, tem blog, dezenas de grupos de WhatsApp, programa na TV e é dono da marca de café que leva o seu nome.

De acordo com a Organização Internacional do Café (OIC), o Brasil é o segundo maior consumidor mundial da bebida, logo atrás dos Estados Unidos, que possui 14% da demanda mundial. Nosso país representa 13% dessa demanda, com 21 milhões de sacas ao ano. Entre 2017 e 2018 houve um crescimento de 4,8% no consumo, comparado com período anterior. A projeção é que haja um crescimento de 3,5% ao ano até 2021.

No Brasil, o consumo anual de café premium gira em torno de 70 mil toneladas, o que representa de 5% a 10% do consumo total no setor. Esse consumo cresce 15% ao ano, enquanto o de café tradicional aumenta 3,5% ao ano.

Confira abaixo a coluna de hoje (13):

 


12/05

No episódio de hoje, o tema é a “Agricultura Orgânica“, com Rodrigo Medeiros.

Rodrigo é fundador e CEO do Clube Orgânico BR, uma startup que entrega cesta de produtos em casa na cidade do Rio de Janeiro e recentemente começou a fornecer para o supermercado Zona Sul, um dos principais supermercados do Brasil. O ator Marcos Palmeira é embaixador do Clube Orgânico.

O Brasil está se consolidando como um grande produtor de alimentos orgânicos. Já são, aproximadamente, 17 mil propriedades certificadas em todas as unidades da federação. A maior parte da produção é oriunda de pequenos produtores, segundo o Sebrae nacional.

Confira abaixo a coluna de hoje (12):


11/05

No episódio de hoje, o tema é a “A importância da rastreabilidade e da certificação no mundo pós COVID 19“, com Fábio Medeiros.

Fábio Medeiros é médico veterinário formado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, atual superintendente da Cooperaliança, importante cooperativa do Paraná.

Hoje, o Brasil exporta carne certificada da raça Angus. Isso representa um enorme valor agregado, relação de confiança no protocolo e valorização da carne gourmet brasileira. O colunista Octaciano Neto conversou com Fábio sobre rastreabilidade e novos canais de venda da agroindústria brasileira.

Confira abaixo a coluna de hoje (11):


07/05

No episódio de hoje, o tema é a “Agtech Garage, o maior hub de inovação no agronegócio da América Latina“, com Marcelo Carvalho.

As iniciativas do AgTech Garage promovem a conexão entre grandes empresas, startups, produtores, investidores, academia, entre outros atores do ecossistema de inovação e empreendedorismo do Agro, para desenvolver soluções tecnológicas que aumentem a sustentabilidade e competitividade do agronegócio brasileiro.

Confira abaixo a coluna de hoje (07):


06/05

No episódio de hoje, o tema é a “Agrotools: conectando territórios e negócios“, com Breno Felix.

As soluções digitais Agrotools se baseiam em uma plataforma geográfica proprietária, desenvolvida exclusivamente para o agronegócio. A tecnologia brasileira, aliada a um dos maiores bancos de dados do agronegócio mundial e a uma ampla equipe multidisciplinar altamente qualificada para interpretá-los, oferece poderosos insights de negócios e gestão.

Confira abaixo a coluna de hoje (06):


05/05

No episódio de hoje, o tema é a “Startup Olho do Dono“, com Pedro Coutinho.

A Agtech capixaba Olho do Dono tem ganhado cada vez mais fama no Brasil e no mundo, conquistando mais e mais títulos e clientes por facilitar a vida dos produtores rurais com uma atividade essencial para aumentar a produtividade e lucrativa da pecuaria: a pesagem de bovinos.

Confira abaixo a coluna de hoje (05):


04/05

O Portal Campo Vivo estreia hoje (04) a coluna “4.0 no Campo” com Octaciano Neto, que foi secretário de Agricultura do Espirito Santo (ES) entre 2015 e 2018, presidente do Conselho de Secretários de Agricultura do Brasil (Conseagri) em 2017.

A coluna 4.0 no Campo terá conteúdos diários, que tratarão sobre as três dimensões dos avanços tecnológicos que são desenvolvidos no agro: antes, dentro e depois da fazenda.

No episódio de estreia, o tema é “Marketplace de café de Barter”, com o produtor rural Eduardo Bortolini.

Confira abaixo a coluna de hoje (04):

Redação Campo Vivo

Compartilhar:

1 comentário

  1. Parabéns pela excelente entrevista ao agrônomo da Embrapa sobre a extensão rural no Brasil, principalmente no setor publico. Aqui no Espirito Santo creio que já diminui bastante, mas de 60 %, pois a agilidade da assistência pelas empresas é muito grande e mais eficiente, e o governo e o pessoal da extensão ficou para trás infelizmente, mas o quadro tem que mudar e vai mudar mais ainda, inclusive daqui alguns anos a Secretaria de Agricultura do Estado, vai ser apenas uma casa figurativa, assim como as empresas relacionadas a agricultura e assistência publica, e, com certeza nas mãos das grandes empresas é muito mais ágil, eu creio que o Incaper já cumpriu sua função, hoje se acabasse não faria nenhuma falta e outros órgãos mais envolvidos na agricultura. Abraços e obrigado pela excelente matéria de quem sabe e manja do assunto.

Deixar um Comentário