Feira de Agronegócios da Cooabriel se consolida como a mais importante do Estado

0

Nos dois primeiros dias, quase 9 mil pessoas já visitaram a feira

A Feira de Agronegócio, em São Gabriel da Palha, registra muito movimento em todas as áreas do evento, que foi iniciado nesta quinta-feira (28) e terminou neste sábado (30). Nos dois primeiros dias, quase 9 mil pessoas já visitaram a feira.

O evento conta com mais de 60 expositores e um Centro de Negócios com 16 lojas da Cooabriel do Espírito Santo e da Bahia, além seis agências financeiras: Sicoob, Sicredi, Banco do Brasil, Bradesco, Cresol e Banestes.

A feira já é considerada a mais importante do Estado no agronegócio. No segundo dia de evento, o presidente da Cooabriel ressaltou a importância da feira. “O propósito trazer os produtores para conhecer o que há de melhor em tecnologia. Podemos trocar experiências e buscar equipamentos que mais se adequam às suas atividades com maior custo benefício. O produtor entendeu o propósito da feira e marcou presença com um público muito grande”, afirmou.

O superintendente da Cooabriel, Carlos Augusto Pandolfi, destacou o propósito da feira.  “Mais importante é trazer condições para o produtor tomar decisões. Reunir parceiros e tecnologias, além de pessoas com muito conhecimento. Os negócios já estão acontecendo. A feira tem superado as expectativas. Todos ganham e o conhecimento adquirido na feira permanece”, disse.

O produtor Elias de Paula, de Nova Venécia, é um dos participantes do evento.  “A feira é muito importante para o produtor porque aqui a gente vai ter mais conhecimento, oportunidade de negócios, inclusive tem preços muito bons e vale à pena. É onde também a gente revê os amigos, bate papo. Isto é muito importante”, celebrou.

O cooperado da unidade de Boa Esperança, Valnor Jorge Silva, também conferiu as novidades na feira. “Gostei muito de participar, encontrar os amigos e fazer bons negócios. Quem participa fica muito satisfeito. Ano que vem estaremos aqui de novo se Deus quiser”, destacou.

Um dos destaques do segundo dia de evento foi a palestra do meteorologista, professor e pesquisador da Universidade Federal de Alagoas (UFAL), Luiz Carlos Molion. O palestrante falou sobre “Perspectiva do Clima para Safra 2022/2023 e sua tendência para os 15 anos”.

“Devemos estar atentos ao cenário climático para os próximos meses, pois a natureza não segue o calendário humano”, disse o palestrante.

Molion ainda falou aos produtores rurais sobre a expectativa do clima da região para a próxima safra e demonstrou preocupação com o atraso do início da estação chuvosa, que normalmente inicia em outubro. “Eu vejo que pela minha precisão talvez venha começar chover a partir da metade de novembro. Então tenho muito receio desse trimestre, entre outubro a dezembro, especialmente, dezembro que o sol está em cima da gente e a carga de irradiação solar sob a planta é muito grande. Então, prevendo uma redução de 30% das chuvas dos 510 milímetros. Depois, janeiro e fevereiro deve chover bem, talvez não chega a repor, mas o grande problema é exatamente de outubro a dezembro em que o sol vai estar em cima da gente. Quem tiver algum meio de se preparar para fazer uma irrigação de salvamento que deixe preparado. Se a previsão der errado, ótimo, não perde nada. Se ela tiver certa, então, consegue salvar uma parte da cultura, da lavoura”, aconselhou.

O superintendente do Sistema OCB/ES e presidente do conselho deliberativo do Sebrae/ES, Carlos André Santos de Oliveira também esteve presente na feira e ressaltou a importância do evento. “Nós da OCB/ES e Sebrae/ES temos orgulho de participar como patrocinadores dessa importante iniciativa da Cooabriel, que visa ser a maior feira de agronegócio do Espírito Santo em prol dos produtores rurais, em especial, dos produtores de café conilon”, afirmou.

Cooabriel

Compartilhar:

Deixar um Comentário