Coopeavi premia vencedores do 1º Torneio de Silagem de Milho

0

Objetivo da premiação é estimular a produção de alimento com qualidade para os animais e reduzir a sazonalidade da produção de leite

Foto: Ascom Coopeavi

Os vencedores do 1º Torneio de Silagem de Milho Coopeavi foram revelados na última sexta-feira (1º), em cerimônia de premiação na Fazenda de Recria de Bovinos, em Nova Venécia, noroeste do Espírito Santo. O evento foi restrito à participação dos finalistas.

Vinte e um pecuaristas que fornecem leite para a cooperativa chegaram à final do concurso, mas só os três primeiros colocados receberam premiações. O campeão é Carlos Eduardo Delogo Lacerda, de Águia Branca, que bateu a melhor marca com 97.2 pontos. Ele faturou uma TV 55 polegadas.

“Fiquei muito feliz por ter conquistado o prêmio. Recebo essa premiação como um incentivo a mais. Só nos estimula ainda mais para trabalharmos em busca do ideal”, declarou o pecuarista.

Na segunda colocação (95.39 pontos) ficou Anderson Sian, de Nova Venécia, que faturou uma geladeira de 340 litros. Já o terceiro colocado (93,42 pontos) foi Geroni Rodrigues Toras, de Águia Branca, que ganhou uma churrasqueia elétrica.

Para chegar aos vencedores, a equipe técnica da Coopeavi analisou cinco indicadores nas silagens dos participantes: matéria seca, teor de amido, digestibilidade do amido, digestibilidade fibra em detergente neutro (FDN) e quilo de leite por tonelada de matéria seca.

Parceria

Para dar conta dos afazeres diários, Carlos Eduardo Lacerda conta com a esposa, Michele Breda Canal. Faça chuva ou faça sol, o casal está junto na ordenha, na alimentação, no trato das bezerras, na adubação dos piquetes, enfim, em todas as atividades no curral.

Trabalhamos juntos e o resultado é satisfatório. A lida diária no campo é puxada. Achei muito bacana a ideia de promover esse torneio que chega para fazer o produtor compreender a importância de se produzir um alimento com qualidade”, diz Michele.

De acordo com o técnico agrícola João Vitor Barbieri, responsável pela assistência técnica prestada ao produtor, o resultado é justo. “Carlos Eduardo e Michele são determinados. A dedicação foi essencial para que chegassem a esse resultado. É um produtor que ouve o técnico e aplica na propriedade aquilo que lhe é atribuído. A premiação é mais do que merecida”.

De acordo com um dos organizadores do torneio, o gerente de Assistência Técnica Bovinos da Coopeavi, Filipe Ton Fialho, o principal objetivo não é a premiação, mas estimular a produção de alimento com qualidade para os animais e reduzir a sazonalidade da produção de leite.

“Nós constatamos que a sazonalidade é um desafio e, diante disso, resolvemos organizar o evento. Temos vários fatores que impactam na produção de leite como genética dos animais, clima, mas a alimentação é o principal, a base de tudo. Nossa meta é diminuir em 15% a sazonalidade até 2024 junto aos produtores”, destaca.

Conhecimento

Durante a premiação do 1º Torneio de Silagem de Milho Coopeavi, cinco tendas foram montadas para receber os produtores, que se dividiram em grupos. Em cada estação, um profissional técnico, representando empresas parceiras da cooperativa, abordou um assunto voltado para a alimentação do rebanho.

Os temas foram: nutrição animal, adubação vegetal, máquinas para colheita, lonas para ensilagem e híbridos de milho. Na oportunidade, o presidente da Coopeavi, Denilson Potratz, falou da importância de levar conhecimento para os produtores.

Mais do que um dia de premiação. Estamos aqui para agregar conhecimento junto aos nossos produtores. Participando das palestras, percebemos que podemos aplicar muita coisa nova nas propriedades. Conhecimento nunca é demais. O mundo evolui e nós precisamos acompanhar essa evolução”, afirmou Potratz.

Além de produtores, técnicos e representantes de empresas parceiras, também participaram do evento o vice-presidente da Coopeavi e sócio fundador, Argêo Uliana, e o diretor administrativo comercial, Ederson Jacob.

Coopeavi

Compartilhar:

Deixar um Comentário