Café abre cotações com altas acima de 100 pontos na Bolsa de Nova York

0

Mercado continua acompanhando as condições do clima no Brasil

O mercado futuro do café arábica abriu o pregão desta terça-feira (22) com valorização técnica para os principais contratos. Os contratos voltam a subir após encerrar o último pregão com desvalorização no exterior.  O mercado continua acompanhando as condições do clima no Brasil, que ditam o ritmo de preços neste momento.

Por volta das 08h17 (horário de Brasília), dezembro/20 registrava alta de 170 pontos, valendo 113,70 cents/lbp, março/21 tinha alta de 165 pontos, negociado por 115,45 cents/lbp, maio/21 subia 160 pontos, valendo 116,95 cents/lbp e julho/21 registrava alta de 180 pontos, sendo negociado por 118,50 cents/lbp.

O café tipo conilon também abriu o dia com valorização técnica para os principais contratos na Bolsa de Londres (ICE Futures Europe). Novembro/20 tinha alta de 5 US$ por tonelada, valendo US$ 1352, janeiro/21 registrava alta de US$ 4 por tonelada, negociado por US$ 1366, março/21 também tinha alta de US$ 4 por tonelada, negociado por US$ 1379 e maio/21 registrava alta de US$ 6 por tonelada, valendo US$ 1394.

De acordo com o site internacional Barchar, o mercado segue acompanhando as condições do tempo no Brasil. “A Somar Meteorologia disse na segunda-feira que Minas Gerais, a maior região produtora de café arábica do Brasil, pode receber 20 mm de chuva até quarta-feira, o que ajudará no florescimento do café”, destacou a análise. Já as previsões mais recentes do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) indicam que chuvas pontuais podem ocorrer em Minas Gerais nos próximos dias.

Mercado Interno – Última sessão 

No Brasil, as cotações finalizaram o dia próximo da estabilidade nas principais regiões produtoras do país.

O tipo 6 bebida dura bica corrida teve queda de 1,89% em Poços de Caldas/MG, negociado por R$ 520,00. Guaxupé/MG manteve a estabilidade por R$ 547,00, Patrocínio/MG manteve o valor de R$ 540,00, Araguarí/MG manteve a negociação por R$ 540,00 e Varginha/MG manteve o valor de R$ 560,00.

O tipo cereja descascado teve queda de 1,72% em Poços de Caldas/MG, valendo R$ 570,00. Guaxupé/MG manteve o valor de R$ 590,00. Patrocínio/MG também manteve o valor de R$ 590,00, Varginha/MG manteve a estabilidade por R$ 600,00 e Campos Gerais/MG manteve o valor de R$ 603,00.

Notícias Agrícolas

Compartilhar:

Deixar um Comentário