Exportação de café verde do Brasil cresce 11,5% em setembro, diz Cecafé

0

Salto foi de 11,5% na comparação com mesmo mês do ano passado

As exportações de café do Brasil em setembro, incluindo café verde, solúvel e torrado & moído, atingiram recorde histórico para o mês de 3,8 milhões de sacas de 60 kg, com alta de 8,6% na comparação anual, disse o Conselho dos Exportadores de Café do Brasil (Cecafé) nesta terça-feira.

Já as exportações de café verde em setembro somaram 3,51 milhões de sacas, salto de 11,5% na comparação com mesmo mês do ano passado, segundo os dados da entidade setorial.

As vendas externas de café arábica somaram 2,838 milhões de sacas no período, com avanço de 1,4% na comparação anual, enquanto as da variedade robusta atingiram 672,465 mil sacas, salto de 93,8% ante mesmo mês de 2019, acrescentou o Cecafé.

“Observamos também que os resultados poderiam ter sido ainda melhores, na ordem de 10% a 15%, se não fossem os problemas logísticos de falta de contêineres e espaços nas embarcações”, disse em nota o presidente da entidade, Nelson Carvalhaes.

Ainda assim, os volumes acumulados nos primeiros três meses do ano-safra 2020/21 “demonstram o melhor resultado histórico para as exportações no início da safra”, apontou o Cecafé em relatório.

A receita cambial gerada pelas exportações chegou a 458 milhões de dólares em setembro, com avanço de 3,6% ante mesmo período do ano passado.

Na conversão cambial, no entanto, a receita somou 2,5 bilhões de reais, crescimento de 35,7% ante setembro de 2019, segundo o Cecafé.

“Estamos muito satisfeitos com os resultados de exportação do café em setembro. O volume de vendas foi recorde em relação ao mesmo mês nos anos anteriores e, além disso, tivemos um aumento muito significativo na receita total em reais”, disse Carvalhaes.

Segundo ele, a safra 2020/21 tem registrado “uma excelente performance tanto na quantidade quanto na qualidade”, apesar dos desafios gerados pela pandemia de coronavírus para o setor.

No acumulado do ano civil, de janeiro até setembro, as exportações de café totalizaram quase 30,5 milhões de sacas, recuo de 0,6% na comparação ano a ano, com receita cambial de 3,9 bilhões de dólares.

As exportações de café verde de janeiro a setembro foram de 27,5 milhões de sacas no período, recuo de 0,5% na comparação anual.

As vendas externas de café arábica somaram 23,76 milhões de sacas (-3,3%) no período, enquanto as de robusta totalizaram 3,73 milhões de sacas (+22,3%).

Os principais destinos do café brasileiro até o momento no ano civil foram os Estados Unidos, que importaram 5,6 milhões de sacas (18,5% do total embarcado no período), Alemanha (5,1 milhões de sacas), Bélgica (2,4 milhões de sacas) e Itália (2,3 milhões de sacas), segundo o Cecafé.

Reuters/Money Times

Compartilhar:

Deixar um Comentário